12 de nov de 2010


"O Cinema Noir... ou...o Drama da Redenção"

Principais elementos e temáticas do Noir (parte IV)

A Femme Fatale


De todos os elementos encontrados nos filmes noir, a mulher fatal ou femme fatale, é o mais forte e subversivo. Os traços que marcam a sua presença são a busca insaciável pela liberdade, pelo dinheiro e pelo prazer.
Essa mulher mostra-se estar à frente do seu tempo, facto esse inadmissível, pois a sociedade em que ela está inserida exige valores regidos a partir de leis patriarcais, logo a sua conduta ameaçadora deveria ser punida.

Este é o conflito interno pelo qual passaram os homens americanos que, ao retornarem da Segunda Guerra, viram que as suas mães e esposas tinham começado a ocupar o mercado de trabalho, lugar social por eles antes ocupado em exclusivo.

A femme fatale vai contra o estereótipo da mulher representada no cinema clássico de Hollywood, no qual o elemento feminino era representado como um ser passivo, à espera do seu par, e que só atingiria a felicidade se circunscrita a um lar, sob a tutela dum homem e com filhos; sem esses elementos a sua vida seria vazia e ela estaria fadada à tristeza.

As características da femme fatale estão, de certo modo, associadas ao que a sociedade norte-americana temia na época (em meados da década de 40): uma possível independência da mulher. Por isso a imagem da mulher no film noir vem associada ao perigo, ao imoral e aos vícios como a bebida, o tabaco e o jogo.

A femme fatale tinha objectivos determinados e não se prendia a valores e sentimentos para conseguir obtê-los. Ela poderia, para conquistar os seus objectivos, usar a traição, a sua sexualidade e a violência.

Estas personagens nunca falam de si, as suas características, suas qualidades (que estão ligadas, de um modo geral, ao seu corpo) e seus defeitos, são ambos descritos pelo personagem masculino, o herói noir. O homem passa assim a ser dono do olhar do espectador e condu-lo entre as suas fantasias.

6 comentários:

Jeanne disse...

Muito muito boa teoria =)
Gostei particularmente da referência à ameaça à estrutura patriarcal personificada pela femme fatale, que normalmente não é referida... O consecutivo castigar da femme fatale pretende dar-se como exemplo para a mulher espectadora, por forma a conter qualquer emancipação trazida pela ocupação dos postos de trabalho durante a guerra, e disso é sinal, como foi dito, o dominante olhar masculino sobre ela: o gaze de que falava Mulvey.
Boa, vocês acabaram de se tornar o meu novo blog preferido. Ahah.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Muito bom.
Parabéns pelo blog.
Abração e apareça

O Falcão Maltês

Anônimo disse...

Today, I went to the beach with my kids. I found a sea shell and gave it to my 4 year old daughter and said "You can hear the ocean if you put this to your ear." She placed the shell to her ear and
screamed. There was a hermit crab inside and it pinched her ear.
She never wants to go back! LoL I know this is completely off
topic but I had to tell someone!
Feel free to surf my site working at home

Anônimo disse...

Nice post. I learn something totally new and challenging on sites I stumbleupon on a daily basis.
It's always exciting to read through content from other writers and practice a little something from other sites.
My page > salesman seo

Anônimo disse...

This is my first time go to see at here and i
am truly happy to read everthing at alone place.
Here is my homepage ... discount shopping

Anônimo disse...

Hello There. I found your weblog the usage of msn. This is a very smartly written
article. I will be sure to bookmark it and return to read extra of your
useful info. Thank you for the post. I'll certainly comeback.

My homepage great coffee